Cultura Francesa: Músicos podem tocar livremente no metrô e nas ruas de Paris?

Tenho tido várias pessoas me perguntando sobre essa particularidade da cultura francesa: será que esses músicos que a gente vê com tanta frequência, têm o direito de tocar livremente no metrô e nas ruas de Paris? Fomos investigar 🙂

Músico nas ruas de Paris - Autor: The Supertramp - Flickr

Paris é a cidade da cultura. A França, um país de liberdade. Mas será que por causa disso qualquer pessoa pode chegar, sentar num banquinho, pôr seu chapéuzinho no chão e começar a tocar seu instrumento? Bom, primeiro depende aonde! Mas na verdade, não é tão simples assim…

 

No metrô:

Tocar nos corredores do metrô ou das estações de trem parisienses sem autorização é proibido! Os músicos que tocam nesses lugares são acreditados pela RATP (empresa que gere os trens de Paris). Tocar no metrô hoje em dia é até sinônimo de ter um certo status! Não tem mais essa história de que só mendigo é que toca nos corredores dos transportes públicos. Duas vezes por ano a RATP organiza um concurso, com um jury qualificado, onde os candidatos passam uma audição.  Somente os melhores músicos são escolhidos! Dos cerca de 1000 candidatos anuais, apenas 300 são acreditados. A recompensa é um local pré-estabelecido onde eles podem se apresentar e um crachá que os autoriza a tocar durante 6 meses. Para melhorar ainda mais um pouco, parece que a acústica dos corredores é maravilhosa! Em Paris, até tocar no metrô é chique 🙂

Músicos no metrô - Autor: bixphotos - Flickr

Se você quer participar das audições, envie un bom CV musical indicando qual instrumento você toca, o seu estilo, repertório, assim como a sua experiência profissional à RATP Espace Métro Accords – 102 ter, rue de Charonne 75011 PARIS. Se precisar de mais informações, o telefone é +33 1 58 77 40 74

Nas ruas:

Tocar nas ruas é menos complicado, mas mesmo assim, não é completamente livre. Algumas cidades, como Paris, são mais condescendentes com os artistas de rua. Eles alegram a cidade e dinamizam o turismo. Animação barata para a prefeitura 🙂 Mas o melhor é se restringir aos bairros mais turísticos, onde as pessoas estão acostumadas a esse tipo de apresentação. Na verdade, se a vizinhança considerar que os músicos estão causando transtorno, a polícia pode ser chamada. Nesses casos, o melhor é dizer que não sabia que era proibido e ir saindo de fininho. Nunca reaja nem reclame! Se os policiais acharem que você não está colaborando, eles podem te multar e ainda confiscar os instrumentos. Não arrisque! Uma outra dica importante: evite ficar na frente de alguma loja ou restaurante onde você possa bloquear a passagem dos clientes. Se você estiver prejudicando o negócio deles, os proprietários serão certamente bem menos tolerantes… mesmo se você é um artista 🙂

Grupo Mulêketú nas ruas de Paris - Autor: Austinevan - Flickr

Mas prá quem gosta de adrenalina e não quer procurar problema, tocar nas ruas de Paris pode ser uma ótima experiência. O público é receptivo e simpático. Alguns “sortudos” até acabam sendo observados por diretores artísticos que os convidam para tocar em salas de verdade da cena parisiense…

Em cidades pequenas, o melhor é não arriscar! Normalmente tem que ter uma autorização da prefeitura para se apresentar em público. E como são cidades mais calmas, onde as pessoas não estão tão acostumadas com “manifestações artísticas” aleatórias, as reações podem ser menos tolerantes. Senão, informe-se na “Mairie” (prefeitura) da cidade onde você quer se apresentar…

Restaurante amigo dos músicos:

Para quem gosta de tocar mas não sabe bem aonde, ou quem não domina ainda a maneira de se comunicar com o público, tem um lugar bem legal no 18ème, em Paris: o “La Casserole“. Esse bar é super convivial e aconchegante. Os frequentadores são jovens e animados. O pessoal é simpático e acessível. O local acabou virando uma espécie de família que gosta de fazer festa. Os músicos podem se apresentar livremente e os clientes curtem o repertório eclético e dinâmico. Você ainda pode pegar uma das guitarras à disposição e dar um showzinho para os amigos ou, simplemente, tocar umas notas no piano. Bem legal 🙂

“La Casserole” – 17 Rue Boinod  75018 Paris – Tél: +33 1 42 54 37 58

À propos de Luciana Ferreira

Cheguei na França em 2006, meio por acaso, graças a um intercâmbio da faculdade. Me apaixonei por esse país moderno, acolhedor e cheio de charme. Acabei gostando e ficando, ficando, ficando... Consciente de que nem sempre é facil achar informações credíveis sobre os lugares quando estamos longe, pretendo contar prá vocês as pequenas (e as grandes) coisas do quotidiano, das tradições e do turismo na França que me fascinam. Talvez mesmo, desfazer alguns mal-entendidos e acabar com os clichês. Aqui, a cultura, a história, a gastronomia, o savoir vivre são apenas algumas das tantas coisas que nos seduzem e encantam. Jurista de formação, apaixonada pela escrita, estou criando este espaço para partilhar com todos os interessados, esse encantamento pela cultura e pela vida francesas.
Ce contenu a été publié dans Jeito de Viver, Sociedade, avec comme mot(s)-clé(s) , , . Vous pouvez le mettre en favoris avec ce permalien.

16 réponses à Cultura Francesa: Músicos podem tocar livremente no metrô e nas ruas de Paris?

  1. Colecionadora de saudades dit :

    Oi Luciana!
    Assim como o Mick pretendo ir passar 3 meses aí na Europa. E também canto e toco violão.
    Estando aí, dentro dos meus 90 dias permitidos de permanência, posso tocar num local público, tipo praça, escadaria, sem caixa amplificada, de forma a não incomodar, mas tentando atrair os transeuntes e deixando o chapeuzinho pra contribuições?
    Nesse caso, mesmo assim a polícia pode vir pedir pra eu parar?
    Não chega a ser ilegal, né? Não teria problemas por ser estrangeira.

    • Oi Andrezza,
      Olha, vários músicos tocam nas ruas de Paris.
      Você pode tentar, normalmente não deve ter problema.
      Mas se a policia pedir para você sair, é melhor não criar caso, senão eles podem confiscar seu instrumento.
      Um abraço !

  2. Andre Luis Bringel dit :

    Ola, boa Tarde, Luciana 🙂

    Em primeiro lugar, ótimo site. Muito esclarecedor.
    Segundo, gostaria de tirar uma dúvida.

    Vou (pela segunda vez) à Paris. Desta vez, vou com minha família e um casal de primos. Este primo á sanfoneiro. Está querendo levar a sanfona para tocar lá. Somente uma brincadeira, nada para fins econômicos. Gostaria de saber se é viável? Vi os posts acima. Acredito que nos pontos turísticos isso seria impossível, nao?

    Obrigado!

    • Olá André, tudo bem?

      Olha, eu acho que como brincadeira, é viável… Na verdade, há muita gente que sonha fazer isso, tocar um pouco junto aos monumentos de Paris. Normalmente, essas intervenções não são permitidas. Legalmente, é necessária uma autorização da “Mairie” (que nunca é dada) 🙂 Mas, na prática, as pessoas costumam arriscar… O máximo que pode acontecer é alguém vir pedir para vocês pararem (e aí é melhor parar…) ou a polícia vir dizer que é proibido. Aí vocês fazem cara de espanto, pegam os instrumentos e saem de fininho porque se eles ficarem bravos eles podem confiscar os instrumentos …

      Bom, espero ter ajudado…

      Um abraço e boa sorte 😉

  3. Mick Azevedo dit :

    Tenho interesse em passar um tempo tocando nas ruas na Europa em geral. Meu instrumento é violão e vocal. Apresentando-me com as músicas popular brasileiras. Meu repertório é eclético. Estou no mercado musical em Curitiba/Paraná e litoral paranaense a mais de 25 anos. Como poderia obter informações?

    • Oi Mick, tudo bem?
      Olha, eu não sei como é que as coisas funcionam nos outros países da Europa… Aqui na França, o melhor é você se informar na Prefeitura (Mairie) das cidades onde voce quer se apresentar…
      Boa sorte !!

  4. Thais dit :

    Olá, Luciana!
    Bem interessante seu artigo sobre os músico de rua. Dão um charme especial à cidade. Mas, fiquei curiosa em saber como esse costume de tocar instrumentos, cantar nas ruas de Paris começou. Você sabe quando isso começou?
    Parabéns pelo blog!!
    Continue escrevedo!!!
    Abraços

    • Oi Thais, que bom que você gostou do blog.
      Desculpe ter demorado tanto para te responder, mas às vezes é difícil conciliar o trabalho, com os filhos, a casa e o blog 🙂
      Mas bom, os músicos de rua são uma tradição francesa bem antiga. Nos séculos XIII e XIV eles já faziam parte da cultura popular. Nessa época, eles eram conhecidos como saltimbancos. Os artistas de rua sempre animaram as festas locais, os casamentos e até mesmo os eventos organizados pela Realeza. Flautistas, atores e violonistas também se juntavam à “festa”. Normalmente, eles tocavam em grupos. Mais tarde, no início do século passado, foi a vez dos cantores “invadirem” as ruas. Aliás, vários deles se tornaram verdadeiras celebridades e, no entanto, tinham começado a cantar nas ruas de Paris. Edith Piaf é um ótimo exemplo…
      Se você quiser dar uma olhada, eu escrevi um artigo sobre o cinquentenário da morte da “Môme”: http://www.avidafrancesa.com/cinquentenario-da-morte-de-edith-piaf/
      Bom, espero ter respondido à sua questão.
      Um grande abraço e volte sempre 🙂

  5. Jr. dit :

    Oi Luciana, curti teu blog, achei por acaso!

    Eu e minha esposa estamos indo em junho a Paris pela segunda vez! Bem legal a investigação sobre os músicos. Ficamos em Montmartre e notamos que por lá é bem tranquilo tocar, a gente até fez um showzinho no Château D’eau ao lado de Sacré Coeur:
    http://www.youtube.com/watch?v=Ia6mORK5jx8

    Vou deixar aqui no seu espaço um outro video que fiz dos músicos que tocam naquela região:
    http://www.youtube.com/watch?v=_3S77mNkptU

    Vamos acompanhar aqui o seu site, parabéns!

    • Oi Jr, que bom que você gostou do blog.
      Junho é um ótimo mês para vir à Paris, o tempo é bom e a cidade não está tão cheia quanto no pico do verão.
      Se você quiser alguns dicas de hotéis na cidade, não hesite à ler o último artigo que eu escrevi (“Como encontrar um hotel barato em Paris?“) ou à fazer uma pesquisa no motor de busca do blog. Ele tem os melhores hotéis da cidade, para todos os gostos e bolsos 🙂
      Também gostei muito dos vídeos que vocês fizeram. Parabéns!
      Um abraço e até breve 🙂

  6. Edu Rosa dit :

    Adorei!!!! Muito bom e facil de entender!!
    Tenho apenas uma pergunta, o Brasil realmente “esta na moda” seria interessante ou desastroso tocar minha flauta com uma bandeira do Brasil estendida?
    Nasci no Brasil mas tenho cidadania e passaporte italiano isso ajuda? Ser europeu me facilita?

    Ahhh que pena que há a necessidade de audição para tocar no metro… Não sei se ba data que eu irei será possível 🙁

    Obrigado Edu

    • Oi Edu, que bom que você gostou 🙂
      Acho que tocar com a bandeira do Brasil pode ser legal, sempre ajuda a chamar a atençao pro seu trabalho. E as pessoas aqui gostam da musica brasileira…
      Ter passaporte italiano é bom, o fato de ser “europeu” costuma facilitar as coisas. Você è mais visto como um “vizinho” do que como um estrangeiro 🙂
      Te desejo boa sorte e nao esquece de contar pra gente como foi…
      Um abraço

  7. Miuki dit :

    Adorei o artigo ! Super interessante. Parabéns pelo blog Luciana, é muito legal !

Laisser un commentaire

Votre adresse de messagerie ne sera pas publiée. Les champs obligatoires sont indiqués avec *

😉 😐 😡 😈 🙂 😯 🙁 🙄 😛 😳 😮 mrgreen.png 😆 💡 😀 👿 😥 😎 ➡ 😕 ❓ ❗