Cinquentenário da Morte de Edith Piaf

2013 é o ano do cinquentenário da morte de Edith Piaf. A França se prepara, então, para homenagear com pompa e circunstância uma das suas maiores cantoras. Falecida no dia 10 de outubro de 1963, Edith Piaf conquistou a França e o mundo com seu jeito simples, sua naturalidade e sua voz maravilhosa.

Sepultura de Edith Piaf - Crédit Photo: Donna_Rutherford - Flickr

Pessoalmente, eu adoro as músicas dela. Lembro-me que na minha adolescência, “La vie en Rose” me fazia viajar e sonhar en viver na França. Essa música me transportava às ruas de Paris, às margens cintilantes do rio Sena, à Torre Eiffel brilhando e iluminando a cidade. Eu imaginava uma vida de magia e romance, de charme e glamour. Quem diria que alguns anos mais tarde eu viria realmente morar na França? E por incrível que pareça, ainda hoje, quando eu passeio nas ruas de Paris, tenho a impressão de ouvir Edith Piaf sussurando nos meus ouvidos…

Edith Piaf – “La Vie en Rose”

Image de prévisualisation YouTube

Para meu grande prazer, quando passeamos em Paris ou mesmo nos corredores do metrô, é frequente ouvirmos os artistas de rua tocando músicas da “Môme” (apelido carinhoso que os franceses deram a Edith Piaf e que quer dizer criança).  Me lembro de ter escutado uma vez um violinista que tocava maravilhosamente a música “Non, je ne regrette rien” em frente às escadarias do Sacré Coeur. Um momento simplesmente perfeito. A música tinha tudo a ver com a beleza da Basílica e a vista deslumbrante de Paris. Em circunstâncias como essas, não tem como não pensar em Edith Piaf…

Edith Piaf – “Non, je ne regrette rien”

Image de prévisualisation YouTube

Este ano, as homenagens se multiplicam com a comemoração do cinquentenário da sua morte. Mireille Mathieu acabou de reeditar o seu álbum “Mireille Mathieu chante Piaf“. Patricia Kaas também começou uma tournée em homenagem a Edith Piaf, juntamente com a Orquestra Filarmônica de Londres.

Mas se você quiser saber mais um pouco sobre a vida e a obra de Edith Piaf, não deixe de visitar o museu dedicado à cantora. Ele fica no 11º arrondissement de Paris, no 5 Rue Crespin du Gast. Lá, nós podemos observar vários dos clássicos vestidinhos negros tão conhecidos da cantora, para além de letras de músicas e vários objetos e lembranças da época. O filme “La Môme”, que conta a vida da cantora também é muito emocionante. Em 2007, a atriz Marion Cotillard, que representa Edith Piaf no filme, foi recompensada com 2 óscares.

Edith Piaf partiu, mas seu encanto e a beleza das suas músicas permanecem vivos e bem presentes em cada cantinho de Paris…

À propos de Luciana Ferreira

Cheguei na França em 2006, meio por acaso, graças a um intercâmbio da faculdade. Me apaixonei por esse país moderno, acolhedor e cheio de charme. Acabei gostando e ficando, ficando, ficando... Consciente de que nem sempre é facil achar informações credíveis sobre os lugares quando estamos longe, pretendo contar prá vocês as pequenas (e as grandes) coisas do quotidiano, das tradições e do turismo na França que me fascinam. Talvez mesmo, desfazer alguns mal-entendidos e acabar com os clichês. Aqui, a cultura, a história, a gastronomia, o savoir vivre são apenas algumas das tantas coisas que nos seduzem e encantam. Jurista de formação, apaixonada pela escrita, estou criando este espaço para partilhar com todos os interessados, esse encantamento pela cultura e pela vida francesas.
Ce contenu a été publié dans A Vida Francesa, Cultura, Jeito de Viver, Sociedade. Vous pouvez le mettre en favoris avec ce permalien.

2 réponses à Cinquentenário da Morte de Edith Piaf

  1. annete moreira dit :

    Parabéns…també adoro Edith Piaf e estou em Paris…mas nao encontro nenhum ba p ouvir as músicas dela…vou ve se consigo achar..o museu estara fechado amanha

    • Oi Annete, desculpa ter demorado tanto pra te responder mas eu tenho estado meio atrapalhada com o trabalho, então o blog acaba pagando, infelizmente… mas bom, assim de repente, o que me vem à cabeça é o Bar de la Place Edith Piaf no 20ème arrondissement de Paris. Parece que teria sido ali que Edith Piaf teria cantado no início da sua carreira. O local é simpático e bem animado. Os ritmos são variados, mas eles sempre tocam Edith Piaf desde que alguém pede. Um bar popular bem carismático. A conhecer !
      Espero ter ajudado…
      Um abraço e boa viagem 😉

Laisser un commentaire

Votre adresse de messagerie ne sera pas publiée. Les champs obligatoires sont indiqués avec *

😉 😐 😡 😈 🙂 😯 🙁 🙄 😛 😳 😮 mrgreen.png 😆 💡 😀 👿 😥 😎 ➡ 😕 ❓ ❗